Home
Árvore Geneológica
Biografia
Calendário
Clube de Fãs
Filmografia
Galeria de Fotos
Links
Livros
Memórias
*O nome Norma Jeane foi escolhido por Gladys em homenagem à sua actriz favorita: Norma Talmadge*.
*O nome Marilyn Monroe foi escolhido por Norma Jeane e Ben Lyon. Marilyn em homenagem à actriz Marilyn Miller e Monroe a partir do nome de solteira da mãe de Norma Jeane*.
*Somente a 12 de Março de 1956 é que Norma Jeane Mortenson passou a ser legalmente, Marilyn Monroe*.
*No dia 13 de Setembro de 1935, Norma Jeane foi entregue ao Los Angeles Orphans Home, em 815 North El Centro, Hollywood, onde foi registada com o número 3463*.
*As notas de Norma Jeane, revelam que era uma aluna média:*

Outono de 1938
Vida Social (história, geografia): C
Educação Física: B
Ciências: C
Práticas Oficinais: A
Jornalismo: B

Primavera 1939
Ciências da Vida (biologia elementar): C
Inglês: B
Arquivo: B
Educação Física: C
*Os papeis que Marilyn mais gostou de representar foram os de Angela Phinlay em The Asphalt Jungle e o de Nell Forbes em Don't Bother to Knock*.
*O papel que Marilyn menos gostou de representar foi o de Amanda Dell em Let's Make Love*.
            Revista Photoplay de Outubro de 1953
           “
Os meus segredos de Beleza” por Marilyn Monroe

  «É raro não haver uma noite em que não durma nove horas, até mesmo dez e geralmente faço também uma sesta durante o dia. É uma semana louca quando não lavo o cabelo pelo menos cinco vezes e quando estou a trabalhar, lavo-o todos os dias.
  Uma vez por outra bebo um copo de vinho, mas nunca bebo nada mais forte e nunca tomo mais do que um copo por noite. Primavera, Verão, Outono, Inverno, tomo banhos de sol na privacidade do meu jardim – usando o menos possível.
  Para o meu pequeno-almoço coloco dois ovos crus batidos num copo com leite quente. E é tudo. Para o almoço como uma salada verde, às vezes com um pouco de galinha desfiada, ou língua e um de molho Francês baixo em calorias. Ao jantar como um pequeno pedaço de carne, mal passada, ou pequenas costoletas de borrego também mal passadas e um grande vegetal verde. Nunca como sobremesas.
 
Recebo cartas perguntando-me como é que mantenho a minha pele tão limpa e tenho a certeza que muitas das raparigas que me escrevem esperam que eu lhes dê o nome de algum creme ou loção miraculosa. Bem, deixem-me dizer-vos que enquanto um creme ou uma loção pode manter a vossa pele macia e lisa, não consegue esconder o aspecto baço que o excesso de comida e o excesso de bebida, especialmente bebidas alcólicas, dão à pele. Não há nada como lavar a cara com um bom sabonete e água, o brilho só poderá vir quando há bastante descanso, uma dieta de rápida digestão e limpeza, limpeza do rosto, figura, cabelo e roupas. Honestamente sei do que estou a falar.
  Quando um homem te olha nos olhos, não gosta de olhar para um pesado amontoado de sombra e máscara de olhos. No ecrã, tenho que maquilhar bastante os olhos, mas fora do ecrã uso maquilhagem para os olhos de maneira a parecer totalmente natural. Partindo do mesmo principio, uso uma cor de verniz natural para as mãos, mas no entanto uso um vermelho vivo para os pés. Além disso uso água da torneira, abundantemente.
  Subtileza, essa é a palavra. Os homens gostam de fragâncias doces, penso eu, mas não gostam de ser invadidos por um perfume que em vez de o fazerem pensar em ti, estão a pensar “O que é que ela está a usar?” Pessoalmente, gosto de procurar uma fragância que não seja muito popular, mas que tenha cheiro de flores. Algo que não transpire da pele até que um homem esteja muito próximo. Então, quando ele o sente, é ainda tão subtil e pouco familiar que ele pensa em ti e provavelmente nem se dá conta da fragância e do seu significado.
  Penso que as mãos humanas são muito bonitas e penso que gentilmente devem murmurar: “Segura-me, segura-me”. Eu gosto das unhas primosamente cortadas sem vestígios de cutículas, e as mãos mantêm-se macias com bastante loção – delicadamente perfumada – e uma subtil cor de verniz. Pelo contrário, penso que, regra geral, os pés não são bonitos, por isso uso uma cor de verniz viva para as unhas dos pés para que pareçam mais atrevidos. Exceptuando o andar e o manter-se de pé, que outra coisa poderão os pés fazer?
  Não acredito que as raparigas pensem em termos de cuidados de beleza excepto quando tem em vista agradar algum homem – ou alguns homens. De qualquer das maneiras eu não acredito. Por isso, por que não encarar o facto de que os homens adoram percorrer os dedos pelos nossos cabelos e mantê-los lá de maneira a que seja um constante convite a fazer isso mesmo? Mas se lhes parece que o cabelo está tão cuidadosamente arranjado que um pequeno toque arruinará todo o esquema de decoração, os homens inibirão esse impulso. Também se sentirão retraídos quando, após obedecer a esse impulso, tocam num cabelo sujo que mais parece arame.
  Constantemente me espanto com o número de raparigas que não sabem que um cabelo absolutamente limpo é um cabelo mais fácil de manejar. Agora que temos permanentes ao alcance das bolsas de qualquer rapariga, quer em casa quer em salões de beleza, simplesmente não existe qualquer desculpa para não haver caracois pendentes numa rapariga de cabelo completamente liso. Para raparigas de cabelo naturalmente encaracolado sempre foi fácil. Penso que aquela velha ideia que a geração das nossas mães costumava ter “Acabei de lavar o meu cabelo e agora não consigo fazer nada dele” se devia ao facto de lavarem o cabelo tão raramente.
  Sou capaz de me lembrar que numa das “casas que tive” quando era nova, uma das senhoras costumava lavar o cabelo somente uma vez em cada três semanas e ela realmente julgava que trazia o cabelo sempre bem arranjado.
  Eu tento arranjar um shampoo que seja suave – por causa da minha coloração – e seco o cabelo à mão, nunca directamente ao sol, pela mesma razão. Seco-o parcialmente com uma toalha turca, parcialmente escovando-o. Antes de estar completamente seco, passo um pouco de água da torneira pelo cabelo, só depois é enrolo madeixas em largas ondas de cabelo e coloco os ganchos.

  Uma coisa que quase todas as actrizes em Hollywood possuiem, e que julgo ser o melhor produto de beleza, é um secador de cabelo profissional. Eu arranjei o meu em segunda mão num salão de beleza e vocês também o poderão fazer em qualquer salão de beleza da vossa terra. Desta maneira eles custam cerca de $65. Sei que é uma quantia exagerada de dinheiro, mas é um investimento para anos. Como sabem, um salão de beleza tem sempre o último modelo tal qual um stand de automoveis tem o último modelo de um carro. O modelo “usado” que podemos comprar geralmente não tem nada de errado, excepto que pode demorar um pouquinho mais de tempo a secar que o último modelo. Mas o que é certo é que com um aparelho destes em tua casa basta colocares-te mais ou menos dez minutos debaixo dele.
  Depois tudo o que tens a fazer é retirar os ganchos do cabelo, escovar o cabelo rapidamente durante uns dois minutos e o homem dos teus sonhos pensará que o teu cabelo é assim naturalmente. Para as raparigas que trabalham fora, como eu, penso que isto é o céu e para as casadas, uma estratégia básica.
  A ideia de colocar ganchos no cabelo de manhã e andar o resto do dia com eles na cabeça debaixo de uma rede parece-me tão ultrapassado como os “ratos” que as nossas avós costumavam usar.
  Eu trago sempre comigo uma pequena escova de cabelo e, rapidamente quando nenhum homem está a olhar, escovo o cabelo durante o dia. Sinceramente penso que “segredos” de beleza devem ser “segredo”. Já não penso que se deve colocar batôm, pó, desodorizante ou escovar o cabelo em público da mesma maneira que não tomamos banho em público.
   Certamente que não andamos por aí a anunciar “Tomei um banho esta manhã”. È claro que tomamos banho, sem pensarmos nisso e sem falarmos nisso. Penso que isto deve ser uma regra em qualquer requesito de beleza. Eu coloco sempre um pouco de óleo de banho perfumado na minha banheira – ou quando tomo duche, banho-me em água da torneira. Isto é uma norma.

  Outra norma é usar um bom desodorizante. A terceira norma é verificar que não existam pêlos nem nas pernas nem debaixo dos braços. A quarta norma, para mim, é passar nas pernas, pés, braços e particularmente nos cotovelos uma loção corporal levemente perfumada. Desta maneira a pele nunca se sentirá áspera ou seca. Esfrego a loção até desaparecer para que a pele a absorva bem.
  Uma vez por semana passo também um preparado de óleo no meu cabelo e não cometo o erro de lavar o cabelo com água a escaldar. A água a escaldar pode anular todo o efeito benéfico do óleo. É uma necessidade retirar o óleo com água tépida e isto não dá tanto aborrecimento quanto passar uma noite em casa quando preferimos saír na companhia de um rapaz atraente, lembrem-se disso!
  E agora chego ao meu especial segredo de beleza que tem gerando tanta controvérsia. Eu não uso cintas – e apesar de eu dizer que este é um dos meus “segredos” certamente não é um segredo para o público.
  Penso que quanto mais natural a beleza parece a um homem, mais ele reage a ela. E é para isso que certamente estamos a ser bonitas.
  Tenho um metro e sessenta e cinco centimetros de altura. As minhas ancas e peito medem o mesmo – cerca de 93 centimetros. A minha cintura tem sessenta centimetros. Isto não é ser magra e eu não o quero ser. Não me faz parecer uma modelo e eu não quero parecer uma modelo.
  Pessoalmente não gosto do visual magro que uma cinta dá a uma rapariga – embora admita que faz as roupas cairem melhor. Sei que quase toda a gente está em desacordo comigo e me diz que estou errada, mas acontece que isto é uma das coisas sobre as quais sou teimosa. E apesar de não dizer que isto é correcto para toda a gente, sinto que é absolutamente correcto para mim.
  Com cinta ou sem cinta, há sempre o problema do peso. É penoso, eu sei - como rapariga que gosta de comer - mas com toda a conversa sobre dietas especiais e exercicios especiais, ainda existe somente um modo de se ser magro e permanecer magro e isso consiste em comer menos. Quando começamos a ver aquele volume debaixo do cinto, o único exercicio querida, é o velho, aquele velho abanar de cabeça da esquerda para a direita à mesa do jantar.
  Pessoalmente não faço exercicios regulares de “ginastica”. O que faço é nadar. E também de manhã ando de um lado para o outro do quarto fazendo rolar uma garrafa de cola por baixo de cada pé, um de cada vez. Este é um óptimo exercicio para os pés e óptimo para distender os musculos das pernas. Quanto à natação, penso que é bom no que respeita a fazer trabalhar os musculos dos braços e do peito. Não há nada que se lhe equipare.
  O que resulta após tudo isto é o que eu considero ser o maior segredo de beleza de todos, que é – parecer todos os minutos do dia, todos os dias – como se não se tivesse nem se quer um segredo de beleza.»
 
*Anúncio ao Lustre-Cream Shampoo*
                                                    *Os seus favoritos *

.
Actores: Marlon Brando, Clark Gable, Charles Chaplin, Charles Laughton, Will Rogers, Cary Grant, John Barrymore, Tyrone Power, Richard Widmark.
.
Actrizes: Greta Garbo, Jean Harlow, Ginger Rogers, Marie Dressler, Joan Crawford, Olivia de Havilland
.
Companhia Aerea: TWA
.
Artistas: Goya, Picasso, El Greco, Michelangelo, Botticelli
.
Bebida: Dom Perignon 1953
.
Livro: "How Stanislavsky Directs" de Michael Gorchakov
.
Cores: Bege, preto, branco, vermelho
.
Cantora: Ella Fitzgerald 
.
Cantor: Frank Sinatra
.
Foto: de Cecil Beaton com vestido branco
.
Musicos: Louis Armstrong, Earl Bostick, Ludwig von Beethoven, Wolfgang Amadeus Mozart
.
Perfume: Chanel n.º 5
.
Creme: Nivea Body Lotion
.
Peças Teatro: "A Street Car Named Desire", "Death of a Salesman"
.
Argumentistas: Arthur Miller, Tennessee Williams
.
Poetas: John Keats, Walt Whitman
.
Restaurante (em Hollywood): Romanoff's
.
Loja: Bloomingdale's
.
Escritores: Dostoyevsky, J. D. Salinger, George Bernard Shaw, Thomas Wolfe
.
Lembrança: Coreia
*Na cama com Chanel N.º 5*
© O Copyright de todas as imagens desta página pertence aos respectivos donos das imagens.
*Não dava importancia a diamantes e outras joias, na verdade, em festas geralmente aparecia sem joias, usando apenas brincos compridos de brilhantes*.
*Tinha muito medo de não conseguir representar uma cena e por vezes bloqueava. Quando ficava muito nervosa gagejava. Se havia algo na sua representação que não lhe agradava ou não agradava à sua ensaiadora, Marilyn exigia que se repetisse a cena para desespero do realizador e outros actores*.
*Marilyn gostava mais do ambiente de Nova York do que o de Los Angeles*.
*No dia a dia usava roupa simples como calças e t-shirts ou blusas. Muitos dos vestidos que MM usou em festas e eventos eram escolhidos por ela do vestiário do estúdio da 20th Century-Fox*.
*Marilyn vivia com simplicidade e no último ano da sua vida estava a decorar a sua casa (que em nada faz lembrar uma casa de uma estrela de cinema) com mobilia mexicana*.
*Esporádicamente Marilyn escrevia poesia*.
*Utilizando a loção Nivea*